Princeton University

Category: Uncategorized (Page 1 of 4)

Filme sobre os Bororo,  1941

Este filme tem o título de “Primitive Peoples of Matto Grosso,” do ano 1941. O filme é uma re-edição de vídeos de 1931, que antes foram editados para o filme “Matto Grosso, the Great Brazilian Wilderness” (1931), um filme sobre a Matto Grosso Expedition. O vídeo está disponível no Youtube, graças ao Penn Museum, pois pertence a suas coleções. Mas o Penn Museum  sabe que o título é muito insensível, e informam que o filme “gives a culturally biased, prejudiced and ethnocentric misinterpretation of Bororo culture.” O roteiro foi feito pelo antropólogo Vincenzo Petrullo, que nas suas observações tinha “bigoted views and

Continue Reading

Os Bororo, breve apresentação

Pesquisarei sobre os Bororo, ou como eles se autodenominam, Boe, que são hoje aproximadamente 1,800 pessoas. A palavra “Bororo” significa “pátio da aldeia,” pois relaciona-se  à forma circular das casas, que faz com que o pátio seja o centro da aldeia e o espaço para os seus rituais. Os territórios Bororo não estavam localizados apenas

Continue Reading

A cultura material dos Kaingang

Complementando as informações de Francisca sobre a situação atual e a politica do povo Kaingang, eu vou usar  meu blog para falar sobre suas artes. Os Kaingang têm uma rica tradição observada em documentos históricos europeus desde os primeiros encontros com  eles. Usando uma grande variedade de materias nativos do sul do Brasil, eles fazem

Continue Reading

Os Cinta Larga

Os Cinta Larga foram contactados pela primeira vez em 1915 pelo Marechal Candido Rondon, un oficial militar brasileiro. O povo recebeu o nome em referência as longas cintas feitas de casca tipicamente usadas por eles. Apesar do nome, as cintas são usadas cada vez menos nos últimos anos. Em 2014, foi estimado que o grupo  é composto de cerca de dois mil membros.  Sua língua ertence a famíia lingüística Macro-tupi. A area dos Cinta-Larga  é a parte ocidental da Amazônia, especificamente a Reserva Roosevelt, uma reserva de quase 3 milhões

Continue Reading

Religião e Cosmologia

A cosmovisão do povo Suruí Paiter tem muitos elementos espirituais que aparecem por toda a parte de grupos indígenas nas Américas. Na cosmologia Paiter, existem três grupos de espíritos: os goanei das águas, gorael dos céus, e Ho da fartura. Os espíritos são invocados ao longo das festas tradicionais, a mais importante sendo Hoyateim, em

Continue Reading

A festa “Curusse” do Povo Chiquitano

https://www.youtube.com/watch?v=4FZrsjmrEvg  Este vídeo mostra o “Curusse,” a celebração tradicional do povo Chiquitano, e que representa o começo do mundo. O Curusse dura quatro dias, nos quais os festejantes passam pela aldeia, tocando musica nos instrumentos de sopro e percussões. Tradicionais para os Chiquitanos são uma bebida fermentada de milho e uma sopa de cabeça de porco

Continue Reading

Registro Civil do Povo Chiquitano

Esta semana, eu li sobre a “Cidadania Indígena em Mato Grosso,” um projeto que foi realizado em 2017 pela Secretaria do Estado de Trabalho e Assistência Social. O projeto atendeu 1.032 indígenas, incluindo as aldeias do povo Chiquitano. A falta de documentação civil pode causar muitos problemas para as comunidades indígenas. Por exemplo, os idosos

Continue Reading

Os Direitos LGBT entre o Povo Chiquitano

Nessa semana, eu queria pesquisar sobre a questão dos direitos LGBT entre o povo Chiquitano. Encontrei  citações de uma etnografía realizada entre o povo Chiquitano na Bolívia. Algumas das opiniões seguem abaixo: “En la comunidad no existe [gente homosexual], no vemos esa clase de gente, puede ser en otras partes pero aquí no” (21).  Também:

Continue Reading

Belo Monte

Thais Santi é procuradora do Ministério Público Federal no município de Altamira, considerada a cidade mais violenta do Brasil. Um dos assuntos mais urgentes para Santi é o efeito da usina hidroelétrica de Belo Monte. Ela descreve Belo Monte como a representação do que diz a filosófa  Hannah Arendt sobre o totalitarismo: “O mundo onde

Continue Reading

Reeducação Cultural

Os Zo’é foram ensinados a mudarem seus costumes tradicionais pelos missionários, que iniciaram o contato entre esse grupo indígena e o mundo dos brancos. Conforme manda a religião cristã, esse ensino envolveu práticas como usarem de roupa, viverem em casas de uma família nuclear, e praticarem a monogamia. Infelizmente, essas e outras mudanças culturais fizeram

Continue Reading

Sobre “A Arca dos Zo’é” de Vincent Carelli

Em 1993, Vincent Carelli lançou um documentário sobre os Zo’é  intitulado “A Arca dos Zoé”. Este vídeo mostra um representante do povo indígena Waiãpi conhecendo os Zo’é. Através da gravação, os dois povos se conhecem. Ao contrário de relações típicas entre os Zo’é e estrangeiros brancos, esse encontro mostra um verdadeiro intercâmbio de tradições e

Continue Reading

Tutelagem Moderna?

As noticias da década de 1990 sobre o direito das pessoas brancas visitarem o grupo indígena Zo’é  evidencia a continuação do sistema tutelar, ou, pelo menos, do paternalismo. Como grupo de recém contato, é natural que o público ficasse interessado nos Zo’é por muitas razões: pesquisa cientifica, jornalismo, turismo, e missão religiosa. Por causa de

Continue Reading

« Older posts

The McGraw Center for Teaching and Learning
328 Frist Campus Center, Princeton University, Princeton, NJ 08544
PH: 609-258-2575 | FX: 609-258-1433
mcgrawect@princeton.edu

A unit of the Office of the Dean of the College

© Copyright 2022 The Trustees of Princeton University